O portal de noticias que alerta a igreja e corpo de Cristo quanto a tudo que acontece para alertar quanto a vinda de Cristo

Amnistía Internacional, informativo semanal a 28 de abril de 2017

Enviado por Quinta, maio 11 @ 07:00:00 BRT por admin

Estas são as notícias mais relevantes da semana: Na Venezuela, aumentou a "caça às bruxas" de dissidentes em meio à crise política. Na França, a Anistia Internacional pediu aos candidatos às eleições presidenciais afirmando veementemente o seu compromisso com os direitos fundamentais. Na Guiné Equatorial, discutimos a situação de dois defensores dos direitos humanos, que devem ser liberados. Finalmente, na Colômbia, as últimas mortes de erros mostram indígenas na implementação do processo de paz no país.

Venezuela: Aumenta a "caça às bruxas" de dissidentes em meio a crise políticaComeçamos este comentário na Venezuela. Um Anistia Internacional observa que as autoridades usam o sistema de justiça para intensificar a perseguição e punição dos que pensam diferente deles lo ilegalmente. Este do*****ento é publicado em meio a crescentes protestos em todo o país, onde várias pessoas morreram e centenas ficaram feridas e foram presos.O relatório do*****enta medidas ilegais tomadas pelas autoridades venezuelanas para sufocar a liberdade de expressão. Estes incluem detenções, pela warrantless Bolivariana Serviço de Inteligência, processos de ativistas pacíficos para crimes "contra o país" e utilização indevida de campanhas de detenção e esfregaço pré-julgamento na mídia contra os membros da oposição política .Eleições na França: o respeito pelos direitos de todas as pessoas é a condição para uma sociedade justa e livreContinuamos agora na França. Após o primeiro turno das eleições presidenciais, a Anistia Internacional pediu aos dois candidatos a comprometer publicamente a respeitar os direitos de todas as pessoas, ele convidou os cidadãos a se mover para o lado dele.A única maneira de garantir a segurança de todas as pessoas é para garantir os direitos humanos de todas as pessoas e que os direitos humanos nos proteger, e devemos protegê-los.Guiné Equatorial: Dois defensores dos direitos humanos deve ser liberado eNossa próxima parada é a Guiné Equatorial. As autoridades devem libertar imediatamente os dois homens que presidem o principal grupo de direitos humanos no país. Ambos foram presos em 17 de abril, por isso já ultrapassou o período de 72 horas durante o qual a legislação da Guiné Equatorial mantém uma pessoa em detenção sem acusação.Este último incidente mostra que as autoridades estão dispostas a pisar a lei do país em devido processo para intimidar e dissidência silêncio.Colômbia: Assassinatos de índios mostrar erros na implementação do processo de pazAcabamos na Colômbia. O assassinato de seis índios na última semana levanta sérias dúvidas sobre a eficácia das medidas implementadas pelo governo para fazer avançar o processo de paz.O risco de que atravessar comunidades indígenas na Colômbia é alarmante. Estes crimes mostram um dos principais desafios da implementação do processo de paz, para proteger as comunidades que vivem em algumas das áreas que sofreram conflitos armados e assegurar que esses infelizes acontecimentos não fiquem impunes.
fonte https://www.es.amnesty.org/en-que-estamos/podcast/podcast/articulo/amnistia-internacional-informativo-semanal-a-28-de-abril-de-2017/

Posted in Anistia Internacional

Associated Topics

Anistia Internacional

"Amnistía Internacional, informativo semanal a 28 de abril de 2017" | Login/Criar uma Conta | 0 comentários
Os comentários são propriedade de quem os escreveu. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Os comentários não podem ser enviados por utilizadores anónimos. Por favor registe-se