Secretário-geral indica quatro prioridades para combater terrorismo em África

António Guterres participou de encontro de alto nível sobre o tema em Adis Abeba, Etiópia; Conselho de Segurança condena “ataque bárbaro” ocorrido no Mali.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

Em Adis Abeba, capital da Etiópia, onde participa da Cimeira da União Africana, o secretário-geral das Nações Unidas afirmou que o combate “à ameaça do terrorismo transnacional em África deve ser desenvolvido ao redor de quatro prioridades”.

António Guterres falava em um encontro de alto nível sobre o assunto. Segundo ele, o primeiro ponto deve ser tratar do défice na cooperação internacional para o controlo do terrorismo. Uma questão a ser levada em conta nos níveis global, regional e nacional.

Inovação 

O chefe da ONU explicou que realizará, em junho, a primeira Cimeira dos Chefes de Agências de Controlo do Terrorismo, com a meta de ampliar cooperação e troca de informações, além de se desenvolver “maneiras inovadoras de combater o terrorismo”.

Para Guterres, a segunda prioridade deve ser avançar com a ratificação de instrumentos legais, convenções e protocolos sobre o problema. Ele lembrou que as Nações Unidas estão sempre prontas para apoiar a União Africana neste sentido.

Tratar das causas na raiz e das condições por trás do terrorismo deve ser a terceira estratégia. Para isso, Guterres explicou ser preciso combater a pobreza, a marginalização, a exclusão e a discriminação de pessoas.

Ataque no Mali

Por fim, o secretário-geral pede foco especial nas oportunidades para os jovens, especialmente os que têm menos de 25 anos, pois são os que têm maior risco de serem recrutados e radicalizados por terroristas.

Um recente ataque terrorista no Mali matou pelo menos 26 pessoas, a incluir crianças. A ação foi contra um autocarro a transportar civis em Boni, zona central do país e ocorreu na quinta-feira.

Neste fim de semana, o Conselho de Segurança condenou o atentado, ao afirmar tratar-se de “um ato terrorista bárbaro e covarde. O órgão prestou solidariedade ao Mali e a Burquina Fasso, países de origem das vítimas.

 

fonte http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/2018/01/secretario-geral-indica-quatro-prioridades-para-combater-terrorismo-em-africa/#.Wm21TbynF0s

 

Posted in ONU