Formação contínua dos professores melhora a qualidade de ensino – SINPROF

 

Em declarações à Angop, o responsável afirmou que para corresponder com os actuais desafios da educação, urge igualmente a necessidade de se realizar seminários permanentes, bem como estimular a classe através da atribuição de prémios aos melhores professores do respectivo ano lectivo.

Defendeu ainda o ingresso de professores jovens recém-formados nas diversas disciplinas, através de realização de concurso público transparente, uma vez que um bom número de docentes já se encontra na fase de reforma, bem como a sua inscrição no sistema da Segurança Social.

Para tal, Paixão Lucaxi sublinhou a necessidade do governo criar condições de trabalho para os professores, com destaque para o apetrechamento das escolas e a construção de laboratórios para cursos técnicos.

Solicitaram ao governo a criação de uma base de dados através das tecnologias de informação nas escolas, para que as matrículas possam ser céleres e eficientes, “evitando que um estudante se inscreva em mais de duas instituições”.

Pelo menos 1.483 salas de aulas estão disponíveis para o presente ano lectivo, que vão albergar 243 mil e 744 alunos matriculados em todos os subsistemas de ensino.

fonte http://www.angop.ao/angola/pt_pt/noticias/educacao/2018/1/6/Formacao-continua-dos-professores-melhora-qualidade-ensino-SINPROF,168ea886-2eef-469f-8b05-e90cef93a318.html